quinta-feira, 14 de março de 2013

(32° competição) Circuito SESC de Corridas, etapa Santana do Livramento.

Distância: 3km
Tempo: 11'14'' 
Local: Santana do Livramento/RS
Colocação Geral:
Colocação na Categoria:
Total de Corredores: 45

Essa corrida começou pra mim na noite de sábado (09/03). Por volta das 22h eu resolvi deitar pra dormir e dar uma descansada visando a prova do domingo, infelizmente a ansiedade e o nervosismo não deixaram isso acontecer e eu corri praticamente sem dormir. Creio que isso acontece com a maioria dos atletas que estão começando a correr e querem resultados.
Saímos de Pelotas por volta das 2h da madrugada do domingo e fomos em direção a Santana do Livramento, chegamos lá e já passava das 7h da manhã. A viagem foi muito cansativa, mal consegui fechar os olhos pra dormir, se eu dormi 20 minutos foi muito. O micro ônibus era muito apertado pra mim, essa é a desvantagem de ser alto.
Logo que chegamos na cidade, fui fazer a retirada do meu kit, dei uma olhada nos competidores que eu teria que enfrentar na jornada pelo meu segundo pódio do ano, cheguei lá e vi que o campeão estadual dos 3km comerciário iria correr, percebi que não seria nada fácil a minha batalha lá. Os outros corredores eu não sabia quem eram, só conhecia esse cara e o Rafael Nunes, 1° colocado em Osório, outro grande adversário que eu teria. 
Minha proposta nessa prova era baixar meu tempo e talvez ficar com o 3° lugar no geral, porém eu sabia que não seria nada fácil, em função do nível dos competidores.
Eu sabia que o percurso era difícil, em 2012 eu corri 5km lá e vi que era bem complicado mesmo, os 3km não ficavam muito atrás disso, porque lembro de correr ano passado lá e ter passado pelos corredores de 3km no percurso e esse ano aconteceu a mesma coisa, os corredores dos 5km passaram por nós numa parte da prova.
Eu estava trocando de roupa pra ir aquecer quando recebi a notícia que a Mariana iria correr. Na hora eu não acreditei né, mas quando eu vi que ela estava até experimentando calção, eu vi que era sério mesmo. Como ela não havia se inscrito, acabou usando o número de outra corredora da nossa equipe que não pode ir viajar conosco. Mas o que importava era ela começar a correr, participar da primeira corrida por livre e espontânea vontade, sem ser forçada a nada, mas confesso que até agora não acredito que ela correu hahaha
Logo após tudo isso, comecei a me concentrar mais na prova, pensar só em correr bem e tentar fazer uma boa corrida, resolvi aquecer só pra tirar um pouco a tensão do momento, outra coisa que acontece com praticamente todos os competidores antes de alguma prova importante.
Logo após isso fui em direção ao local da largada, ficamos esperando a chegada da categoria infantil, para enfim corrermos.
Minutos antes da largada.
Logo após a chegada da categoria infantil, todos os corredores dos 3km se posicionaram na linha de largada, desejei boa sorte a todos meus amigos e adversários e vi que havia chegado a hora da prova.
A largada foi dada e eu saí num ritmo forte/moderado, não saí com todo o gás porque eu sabia que o percurso era complicado e eu podia acabar estragando minha prova se saísse num ritmo forte demais. Logo no início já encaramos uma leve subida, mas que poderia ser o divisor de águas pra maioria dos competidores. Depois que passei por essa subida eu resolvi imprimir meu ritmo normal de prova. Eu estava me sentindo bem, sem sentir nada e enfim, fazendo o ritmo que eu pretendia fazer. Pouco antes de completar a metade da prova, pegamos uma descida com cerca de 300 metros e já haviam alguns atletas voltando, resolvi contar quantos da categoria comerciários haviam na minha frente, cheguei a conclusão que eu estava em quarto lugar na metade da prova, e o terceiro colocado era o Rafael Nunes, meu colega de equipe que havia sido campeão na primeira etapa. Eu sei que ele é superior a mim, treina a muito mais tempo e faz por merecer esses pódios recentes. 
Comecei a subir esses 300 metros e não foi tão difícil assim, o psicológico conta muito nesses momentos, completei tranquilo essa subida. Voltei a correr forte e vi que ele já havia se distanciado bastante de mim e percebi que o melhor que eu iria conseguir seria uma boa colocação na minha categoria. Eu estava em quarto lugar no geral da prova, automaticamente eu seria o primeiro colocado da minha categoria. Dei uma forçada no ritmo e quando faltava uns 600/700 metros pra completar a prova eu resolvi tirar o pé do acelerador e manter um ritmo tranquilo, afinal eu tinha olhado pra trás e os outros corredores estavam longe de mim, eu havia conseguido abrir uma distancia considerável deles. 
Já que eu não iria conseguir nada no pódio geral, optei por correr mais leve, não havia motivos para eu me desgastar, era só manter o ritmo que eu estava e cruzar a linha de chegada. Completei a prova bem tranquilo, praticamente num trote forte, meu tempo foi mais alto do que fiz na primeira etapa, fui quase 30 segundos mais lento, mas isso não tem problema algum, afinal eu diminui muito meu ritmo e as subidas dificultaram um pouco mais a busca por tempos melhores.
Perto de cruzar a linha de chegada.
Logo após completar a prova, vi uma chegada linda. Dois competidores cruzando a linha juntos, meu irmão Marcus Gante, junto do Patrick Martelli. Ambos chegaram juntos e obteram a 5° colocação na prova, eu não sei qual foi o critério usado para o "desempate", mas que foi lindo ver os dois disputando o 5° lugar foi, os dois estão de parabéns pela excelente prova.
Pouco depois disso eu lembrei de buscar a Mariana pra dar uma força pra ela, comecei a fazer o caminho inverso do percurso e um casal de idosos me perguntou: 
- Porque tu vai correr tudo isso mais uma vez? Tu é louco guri?
E eu respondi:
- Vou buscar minha namorada, primeira vez que ela corre.
Depois que eu falei isso a véia ficou toda faceira hahahaha
Encontrei a Mariana, achei que ela estaria pior. Pra quem nunca havia corrido, ela estava bem tranquila até. Conseguiu fazer a prova alternando caminhadas com alguns trotes, mas estava ali, lutando pra completar a primeira prova.
Corri com ela até a parte final da prova, mas deixei ela correr os últimos 200 metros sozinha. Ela completou o percurso em 21 minutos, excelente tempo pra alguém que jamais pensava que fosse correr um dia na vida.
Logo após o final da prova.
Depois disso ficamos esperando sair o resultado oficial da prova, eu sabia que havia ficado em 4° lugar no geral, mas é sempre bom dar uma conferida. Troquei de roupa e voltei e vi que havia conseguido ficar em 1° lugar na minha categoria (20-29 anos) e iria somar mais uma medalha pra minha coleção.
Pouco tempo depois disso começou a premiação, fui chamado pra subir no pódio e ao meu lado estava o Gabriel Becker, outro corredor pelotense que conseguiu um bom resultado nessa etapa. Lembro que em janeiro eu ia treinar na pista do quartel e ele me dava força em alguns treinos, muito bom subir no pódio ao lado de alguém que sempre se mostrou disposto a me ajudar.
Juntos no pódio.
A Ascorp conseguiu pódio com praticamente todos os atletas, estamos na luta pela conquista de mais um estadual esse ano, na próxima etapa em Camaquã vamos com força máxima pra tentarmos a liderança do circuito. Todos os atletas tem se mostrado focados nas provas e algumas surpresas vem aparecendo neste ano, me considero surpresa também pois ano passado eu não havia feito nenhum ponto pra equipe, esse ano já fiz 5, em duas etapas.
Representantes da equipe em Santana do Livramento.
Medalhas conquistadas no último domingo.
Mais uma vez venho agradecer ao pessoal da Churrascaria Princesa que me liberaram no domingo passado, possibilitado a minha participação nessa prova.
Queria parabenizar todos corredores que participaram dessa etapa, particularmente eu acho uma das mais difíceis do circuito. Agora é continuar focado nos treinos, manter a humildade e tentar conseguir uma boa colocação na etapa de Camaquã, no dia 14 de abril.

2 comentários:

  1. Marcus gante martinez14 de março de 2013 02:30

    É isso ai meu amigo! mais uma etapa concluida com sucesso,teus treinos estao cada vez mais mostrando resultado, continua concentrado neles que tuas conquistas irao vir ao natural, e eu acho q essa etapa foi muito difícil pois haviam muitas ladeira que fizeram com que todos os atletas se dedicasem ao maximo, até corredores experientes quebraram , mas vamos continuar treinando sério para na proxima etapa em Camaqua conseguirmos manter os bons resultados.
    Boa sorte!

    ResponderExcluir